Suplementação de EPA como estratégia para atenuar danos musculares

O dano muscular induzido pelo exercício (DMIE), comumente, ocorre após exercícios de resistência não habituais e/ou intensos, particularmente exercícios com componentes excêntricos enfatizados (ou seja, treinamento excêntrico) (TSUCHIYA et al., 2021). Os tipos de contrações musculares são definidos como contrações isométricas, encurtamento (concêntrico) ou alongamento (excêntrico; ECC).

Especialmente, o ECC produz maior força muscular do que outras contrações e causa maior dano muscular em indivíduos não treinados (OCHI et al., 2021). DMIE provoca uma resposta inflamatória aguda e está associada a um aumento nas concentrações de creatina quinase (CK) no sangue, a CK é uma enzima amplamente usada para diagnosticar alterações musculares, dor muscular de início tardio, diminuição na amplitude de movimento e uma redução no desempenho muscular (TSUCHIYA et al., 2021).

Suplementação para atenuar os danos causados pelo exercício


Alguns suplementos dietéticos, incluindo a creatina, o ômega-3, as vitaminas C e D, o colágeno e suplementos anti-inflamatórios, como a curcumina, podem ser eficazes para melhorar a capacidade de treinamento, recuperação, dor muscular e controle de lesões (TANABE et al., 2021). Várias estratégias nutricionais são propostas como intervenções para restaurar a função muscular, aliviar dor muscular de início tardio e reduzir a inflamação após o exercício, entre eles, alguns estudos mostram a relação entre a ingestão de ômega-3 e a função muscular em adultos mais velhos e jovens atletas (TANABE et al., 2021; OCHI et al., 2021).

EPA como estratégia dietética para restaurar a função muscular

Um estudo mostrou que a ingestão, por 4 semanas, de 600mg de EPA e 260mg de DHA atenuou a perda de flexibilidade articular nos flexores do cotovelo. Além disso, foi confirmada inibição do aumento do nível de CK no sangue, com isso, sugerindo proteção do dano muscular às fibras musculares (TSUCHIYA et al., 2021). Esses resultados sugerem que a suplementação com óleo de peixe enriquecido com EPA, por 4 semanas, é eficaz, até certo ponto, para atenuar o dano muscular agudo induzido pelo exercício (TSUCHIYA et al., 2021). Rossato et al. (2020) relatam que a ingestão de ômega-3 foi positivamente associada à força muscular em homens mais velhos.

Considerando os resultados de estudos anteriores e deste estudo, os níveis sanguíneos de ômega-3, especialmente EPA, estão positivamente associados à força muscular em homens jovens. Com isso, pode-se concluir, que os suplementos de ômega-3, principalmente os ricos em EPA, podem ser uma estratégia benéfica para atenuar os danos causados pelo exercício. Tendo ciência desse cenário, a Biobalance objetiva promover saúde e bem-estar por meio de produtos inovadores, naturais e de alta qualidade, que tenham por finalidade estimular as defesas naturais e o equilíbrio fisiológico do corpo humano.

Apresentamos o: ICOSACOR® – 780mg de EPA em 1 cápsula

– Cápsulas gastrorresistente

– Livres de contaminantes, como metais pesados

– Sem odor e sabor de peixe

– Zero colesterol

REFERÊNCIAS

TANABE, Y.; et al. Dietary Supplementation for Attenuating Exercise-Induced Muscle Damage and Delayed-Onset Muscle Soreness in Humans. Nutrients, [S.L.], v. 14, n. 1, p. 70, 24 dez. 2021. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC8746365/. Acesso em: 22 mar. 2023. OCHI, E.; et al. Plasma Eicosapentaenoic Acid Is Associated with Muscle Strength and Muscle Damage after Strenuous Exercise. Sports, [S.L.], v. 9, n. 1, p. 11, 14 jan. 2021. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7829991/. Acesso em: 22 mar. 2023. TSUCHIYA, Y.; et al. 4-week eicosapentaenoic acid-rich fish oil supplementation partially protects muscular damage following eccentric contractions. Journal Of The International Society Of Sports Nutrition, [S.L.], v. 18, n. 1, p. 18, 2 jan. 2021. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7923476/. Acesso em: 22 mar. 2023. ROSSATO, L. T.; et al. Association between omega-3 fatty acids intake and muscle strength in older adults: a study from national health and nutrition examination survey (nhanes) 1999-2002. Clinical Nutrition, [S.L.], v. 39, n. 11, p. 3434-3441, nov. 2020. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32201063/. Acesso em: 22 mar. 2023.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Usamos cookies pra melhorar a sua experiência aqui no site, ao continuar navegando, você concorda com nossa política de privacidade.