Papel dos níveis séricos de vitamina D na saúde cutânea

A vitamina D é lipossolúvel, importante para a saúde, entretanto poucos alimentos contêm naturalmente vitamina D, entre eles estão:

– Peixes oleosos, como sardinha, arenque, atum, cavala, salmão e óleo de fígado de bacalhau.

– Gemas de ovos.

– Cogumelos shitake.

– Fígado ou vísceras.

Portanto, a síntese dérmica após radiação ultravioleta-B (UVB) continua sendo a principal via para obter vitamina D, respondendo por 90% da reposição desse nutriente (CHANG; LEE, 2019).

Impacto da vitamina D no envelhecimento cutâneo

A pele, assim como qualquer outro órgão, sofre declínio progressivo em suas características fisiológicas, morfológicas e funcionais durante o envelhecimento. As funções da pele são cruciais para a homeostase e sobrevivência (BOCHEVA et al., 2021).

Como o maior órgão do corpo humano, a pele, juntamente com a hipoderme, é fonte e alvo de vários hormônios e neuromediadores, tornando-se um órgão endócrino periférico independente. A vitamina D desempenha um papel fundamental na homeostase da pele, contribuindo para sua função de barreira (BOCHEVA et al., 2021).

O padrão-ouro para analisar o status de vitamina D é medindo seu principal metabólito circulante, 25-hidroxivitamina D3 (25(OH) D3). É importante ressaltar que a deficiência subclínica (30-50nmol/L) e clínica de vitamina D (<30nmol/L) na população em geral tornou-se um problema em todo o mundo (BOCHEVA et al., 2021).

Bocheva et al. (2021) relatam que vários fatores fisiológicos podem influenciar o status de vitamina D, tais como:

– Idade
– Índice de massa corporal (IMC)
– Tipo de pele
– Gravidez e amamentação exclusiva

Além disso, muitos fatores ambientais contribuem para a deficiência de vitamina D, entre eles o inverno, a exposição solar inadequada e a localização de alta latitude (BOCHEVA et al., 2021).

Efeitos da vitamina D na saúde da pele

A exposição excessiva aos raios UVB acelera o envelhecimento da pele e pode desencadear a cancerogênese cutânea. No entanto, os mesmos raios UVB desempenham um papel benéfico na regulação de muitas funções da pele, sendo necessários para a produção de vitamina D3, que é essencial para a formação da barreira epidérmica e folículos pilosos, e sua deficiência tem sido associada a muitos distúrbios cutâneos proliferativos e inflamatórios (BOCHEVA et al., 2021).

Estudos mostram que a vitamina D3 e seus metabólitos ativos exercem uma variedade de efeitos antienvelhecimento e fotoprotetores na pele. Estes são alcançados através de imunomodulação, que inclui ações anti-inflamatórias, regulação da proliferação de queratinócitos e programa de diferenciação para construir a barreira epidérmica necessária para manter a homeostase da pele (BOCHEVA et al., 2021).

Além disso, a vitamina D3 e seus metabólitos ativos exercem têm capacidade para induzir respostas antioxidantes, inibir danos no DNA e ativarem mecanismos de reparo do DNA para atenuar o envelhecimento prematuro da pele e a cancerogênese (BOCHEVA et al., 2021).

A Biobalance entrega produtos inovadores, com nutrientes e substâncias bioativas naturais e de alta qualidade, que visam estimular o equilíbrio fisiológico do corpo humano através do suporte ao sistema imunológico. Por isso, conheça o:

DEKSEL®: Um novo conceito em suplementação com Vitamina D3 Nanotecnológica

– Possui absorção potencializada com melhor aproveitamento
– Garante a absorção mesmo em distúrbios nos quais a digestão lipídica está comprometida (distúrbios hepáticos e pancreáticos)
– Com tecnologia de formulação Aqueol que melhora a estabilidade da vitamina D3.

REFERÊNCIAS


CHANG, Szu-Wen; LEE, Hung-Chang. Vitamin D and health – The missing vitamin in humans. Pediatrics & Neonatology, [S.L.], v. 60, n. 3, p. 237-244, jun. 2019. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31101452/. Acesso em: 19 out. 2022.

BOCHEVA, G. et al. The Impact of Vitamin D on Skin Aging. International Journal Of Molecular Sciences, [S.L.], v. 22, n. 16, p. 9097, 23 ago. 2021. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/34445803/. Acesso em: 19 out. 2022.

Editoria Biobalance

Gostou? Então compartilha!

Assine nossa newsletter

Rolar para cima