Aleitamento materno, DHA e a relação com a saúde infantil

Na gravidez, ocorre uma série de alterações fisiológicas, metabólicas, físicas e psicológicas; fatores estes que necessitam de acompanhamento ao longo de todo período gestacional (SANTOS et al., 2019).

A adequação dietética é fundamental durante a gravidez, visto que alguns nutrientes, como o ômega-3, têm um papel importante no desenvolvimento fetal. O DHA faz parte do grupo ômega-3; e sua ação está relacionada com o crescimento cerebral e a acuidade visual; além de ter papel determinante no tempo de gestação, na prevenção de sintomas depressivos pós-parto, na diminuição de inflamações na criança e na redução do risco de distúrbios cardiovasculares gestacionais (SANTOS et al., 2019).

A importância do aleitamento materno

Sabe-se que o aleitamento materno é uma prática com diversos benefícios imunológicos, cognitivos e nutricionais para a mãe e o bebê (SILVA et al., 2021).

Ele deve ser exclusivo até os 6 meses de idade, pois até essa idade não é necessário nenhum outro alimento complementar e/ou bebida – água, chá e suco (SANTOS; MEIRELES, 2021).

O leite materno é o alimento nutricionalmente completo e equilibrado, visto que contém vitaminas, minerais, gorduras, carboidratos, proteínas, além de componentes com propriedades imunoprotetoras, que auxiliam na redução do risco de infecção do recém-nascido, hormônios e peptídeos promotores de crescimento (SILVA et al., 2021; SANTOS; MEIRELES, 2021).

No estudo conduzido por Santos e Meireles (2021), são destacados benefícios tanto para a mãe quanto para a criança:

– Redução do risco de desenvolvimento de diabetes, obesidade e outras Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) na vida adulta do bebê.

– Prevenção de diarreia, anemia, infecções respiratórias e mortalidade infantil.

– Efeito protetor contra câncer de mama e de ovário.

– Estímulo do vínculo afetivo entre a mãe e o bebê.

A necessidade da presença de DHA no leite materno

O DHA foi identificado como um nutriente crucial para o neurodesenvolvimento por seu papel anti-inflamatório e antioxidante, sendo, portanto, fundamental para o desenvolvimento cerebral e visual da criança (SOCCOL; RODRIGUES; RIBEIRO FILHO, 2022).

No estudo científico de Santos et al. (2019), é evidenciado que o DHA parece ser mais responsável pelo efeito benéfico na redução de lipídios e lipoproteínas, na pressão sanguínea, na variabilidade da frequência cardíaca e no controle da glicemia, em comparação com o EPA.

Diversos fatores contribuem para a variação da concentração de DHA no leite materno, incluindo fase da lactação, período do dia, acometimento por desordens metabólicas e/ou infecções; além de genética e outros fatores (SOCCOL; RODRIGUES; RIBEIRO FILHO, 2022).

Maia, Brito e Passos (2019) relatam que a suplementação de ômega-3 no período pré-gestacional, gestacional e durante a amamentação pode promover maior ingestão de ácidos graxos ômega-3, assim, contribuindo para a prevenção e promoção à saúde do binômio mãe-filho.

OmegaPURE® DHA900 é o suplemento da Biobalance formulado com a maior concentração de DHA na menor cápsula do mercado, contribuindo para:

– Desenvolvimento cerebral e cognitivo adequados do feto.

– Melhora do funcionamento do cérebro e da visão.

– Coadjuvante no tratamento da depressão, do transtorno bipolar e dos distúrbios associados à perda de memória, relacionados ou não à Doença de Alzheimer.

– Redução dos sintomas da Síndrome do Olho Seco.

Referência

MAIA, Y. L. M.; BRITO, W. S. de; PASSOS, X. S. A influência dos ácidos graxos ômega 3 na gestação. Referências em Saúde da Faculdade Estácio de Sá de Goiás – RRS-FESGO, [S. l.], v. 2, n. 02, p. 111-116, 2019. Disponível em: https://estacio.periodicoscientificos.com.br/index.php/rrsfesgo/article/view/235. Acesso em: 6 maio. 2022

SILVA, B. S. et al. A amamentação em tempos da COVID-19: uma revisão narrativa. Nursing (São Paulo), [S. l.], v. 24, n. 277, p. 5793-5802, 2021. Disponível em: http://revistas.mpmcomunicacao.com.br/index.php/revistanursing/article/view/1566. Acesso em: 6 maio. 2022.

SANTOS, A. C. dos; MEIRELES, C. P. A Importância da Amamentação Exclusiva nos Seis Primeiros Meses de Vida e o Papel da Enfermagem. Revista Coleta Científica. [S. l.], v. 5, n. 9, p. 58-69, 2021. Disponível em: http://portalcoleta.com.br/index.php/rcc/article/view/56. Acesso em: 6 maio. 2022.

SOCCOL, M. C. H.; RODRIGUES, L. C.; RIBEIRO FILHO, A. A.; The Importance of Acid Docosahexaenoic (DHA) in Pregnancy and Child Development. Scientia Generalis, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 22-32, 2022. Disponível em: http://scientiageneralis.com.br/index.php/SG/article/view/379. Acesso em: 6 maio. 2022.

SANTOS, L. K. B. et al. Avaliação da rotulagem nutricional e da qualidade de suplementos contendo ácidos graxos ômega 3. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, v. 29, n.2, p.20-24, 2019. Disponível em: https://www.mastereditora.com.br/periodico/20200105_101139.pdf. Acesso em: 6 maio. 2022.

Editoria Biobalance

Gostou? Então compartilha!

Assine nossa newsletter

Rolar para cima